Anitta é capa da edição de julho da revista Glamour

Anitta é capa da edição de julho da revista Glamour

A cantora conta um pouco mais de sua intimidade e nós do Portal Lia Pinheiro, compartilhamos com vocês:

A Glamour foi a primeira revista feminina a dar uma capa com você em 2014. Desde então, você só fez crescer! Sua vida mudou muito?

Muito! Abri a minha empresa, sou minha própria empresária agora e tudo passa por mim. Meu público mudou, falo pra muito mais gente…Graças a Deus, mudei pra melhor, porque meu trabalho está incrível. Mas sou bem pé no chão. Às vezes, as pessoas têm até que me situar de que sou famosa, do meu tamanho.

Você ainda pergunta pra sua mãe e amigos se você mudou?

Pergunto. Tenho medo de ser uma pessoa diferente, de me afastar dos meus princípios… Tenho amadurecido bastante, tentado ficar mais compreensiva… Mas nem sempre é possível, né?

Lembro de você falar que se policiava pra não gerar polêmicas. Tem vários artistas que passam por treinamentos até pra dar entrevista…

Olha, no meu caso, foi a experiência que me ensinou o que fazer e não fazer. A diferença é que hoje tento não deixar abertura pra dupla interpretação, pra que a mensagem seja passada do jeito que quero.

Diria algo pra Anitta do começo de carreira?

Diria pra ouvir menos as pessoas. É muita gente dando pitaco, e a gente às vezes fica perdida.

Nesse tempo, você também mudou sua aparência. Em 2014, você dizia odiar seu nariz, pois havia feito uma plástica e não gostou do resultado. Em seguida, fez outra rinoplastia. Está feliz com o nariz novo?

Sim, mas quando não gostava do meu nariz, não queria dizer que era infeliz. Sempre fui feliz! Antes, ligava muito pra essas coisas. Hoje, posso até não gostar de algo em mim, mas não fico por aí comentando. E, se mudar, é porque me deu na telha na hora.

De fato, a boca não era uma parte do corpo que você queria mudar em 2014…

Não era mesmo. Mas é que nem pintar o cabelo. Você não fica o dia inteiro pensando nisso. Um dia você vai e pinta. Tão natural quanto. E [o preenchimento na] boca é algo que faço há muito tempo. A polêmica foi porque [em março] me fotografaram no dia seguinte [ao procedimento], quando os lábios estavam mais inchados.

Bom, agora, nosso ensaio de capa quer mostrar uma Anitta diferente, mais relax, em casa… Nessa pegada, conta pra gente: qual a primeira coisa que faz quando chega em casa?

Tiro a roupa toda! Gosto de ficar largada e me desmonto inteira . Minha roupa oficial de ficar em casa é calcinha e sutiã ou camisetão. A segunda coisa que faço é… comer!

Qual o seu “look de dormir”? Você dorme de meias?

Não. Posso dormir de pijama, só de blusa ou sem nada…

E na sua cozinha, o que não pode faltar?

Chocolate branco e ao leite, além de danone, leite fermentado e frutas (banana é a minha preferida). Não gosto de salada nem legumes, mas se tiver que comer, como.

O corpo é uma preocupação das divas do pop. Essa coisa de ter de estar sempre num determinado peso te incomoda?

Sabe que não? Preciso estar sempre com bom condicionamento pra cantar e dançar no palco, isso sim. Tenho personal e uso a academia do meu condomínio. Mas faço quando consigo. Não fico me cobrando de ter que estar muito magra. Tento só estar bem, feliz e saudável. Se ficar noiada, enlouqueço. Não contratei a Lorena por causa de peso, nem sei se emagreci. Mas estou com mais disposição. Na primeira semana, já senti que estava com uma energia incrível pros shows.

Você é prendada em casa?

Sei cozinhar de tudo, principalmente massa, panqueca, lasanha, pizza…

E já cozinhou pro Pablo Morais [ator com quem está ficando]?

Não rolou. Não tenho tempo…

Conta, vai: é namoro?

Ainda não. Temos amigos em comum e nos conhecemos trabalhando, num dia em que fizemos fotos no mesmo lugar. Ele já tinha ido num show meu. A gente sai, só que não tem um nome: pode virar namoro, ou não. Gosto dele, e nos respeitamos pra caramba. Mas não precisamos fazer da relação um marketing. Só não nos preocupamos em esconder.

Você anda com seguranças?

Só nos shows. Na vida, não tenho escolta. Vou ao mercado, ao posto, à farmácia, como uma pessoa normal.

Nem depois que um fã tentou invadir a sua casa?

Foi uma coisa muito menor do que o povo pintou… Ele se anunciou na portaria e, como tem o mesmo nome do meu tio, minha mãe o liberou. Ele entrou no condomínio, tocou a campainha, gritou e chamamos a segurança. Só demos queixa porque ele tentou entrar no condomínio de novo. Mas acredita disseram que forjei tudo pra ganhar mídia?

O episódio com a Ana Hickmann fez você mudar algo?

O que aconteceu com a Ana choca porque é super possível. Porém, quando tem que acontecer, acontece. Dizem que a gente se expõe na internet, mas se quiserem descobrir onde estou, o hotel é capaz de dizer o quarto. Não dá pra controlar. Já cheguei no quarto e encontrei fã lá dentro. Mas não fico dramatizando, senão vão dizer: “Ela quer se promover”. Não quero mais polêmica.

Qual foi a coisa mais cara que já comprou?

Minha casa. [Especula-se que ela pagou R$ 10 milhões pelo imóvel de cinco suítes, no condomínio onde mora Juliana Paes e Flávia Alessandra, na Barra da Tijuca, Rio].

Ouvi dizer que foi um avião…

O avião não é meu! Alugo porque viajo muito e é mais econômico alugar. E olha que de contas eu entendo, hein? Faço todas as contas da minha empresa.

E qual é seu próximo sonho na carreira?

Me tornar internacional. Falta muito, ainda nem comecei. Não acho que sou pequena, porque estaria menosprezando tudo o que conquistei, mas ainda me acho uma artista “normal”. Só que me vejo de todas as maiores maneiras possíveis, cantando no mundo inteiro. Se Deus quiser vou conseguir!

Confiras os clicks de Fábio Bartelt para a matéria:

Escrito por Lia Pinheiro em 01.07.16 Entrevistas
Os comentários estão fechados.